• Fábio Penatti

A PROFISSÃO DO AGORA: O FUTURO CHEGOU

31 de janeiro, Dia do Engenheiro Ambiental


Antes de iniciar a explanação de uma das mais importantes profissões e fundamentais para a sociedade, é impossível não lembrar da minha época de ensino médio. Uma época de muitos sonhos, mas também de muitas incertezas! Me lembro que uma das perguntas mais questionadas para os professores eram a respeito das profissões, e uma das respostas que mais me marcaram era quando se falava da engenharia ambiental: “A engenharia ambiental é a profissão do futuro.” Neste passado (que não faz tanto tempo assim!), os estudos dos impactos ambientais, principalmente no clima, não tinham tantos dados e provas científicas. Nesta época, estávamos na década de 90 uma década marcada pelos maiores índices de poluição, e que serviria de referência para as futuras conferências mundiais sobre o clima. Diante deste contexto, podemos entender o porquê a engenharia ambiental seria a profissão do futuro!


Aproximadamente, quase 30 anos se passaram, novos desafios, novas tecnologias, novas culturas, enfim, onde o novo passa a ser velho em pouquíssimo tempo. Vivemos praticamente em um outro mundo, onde o técnico-científico-informacional ficou no passado, dando lugar a nanotecnologias, neurotecnologias, robôs e a inteligência artificial. Porém, para toda mudança que gera benefícios para a sociedade, em contrapartida possuem riscos e consequências. Esta velocidade nas mudanças induzem a sociedade a estar sempre alinhada com as novidades, atualizações e novas tecnologias. O “novo”, se tornando “passado” mais rapidamente, a necessidade de mais recursos, para suprir toda esta demanda, passa a ser cada vez mais avassaladora. Assim, se não existir ninguém que estude este fenômeno ao ponto que possa controlá-lo, a vida na Terra, que aparentemente pode estar se extinguindo, sem os nossos engenheiros ambientais, a vida poderia estar em seus últimos suspiros.


Atualmente, as profissões, as atividades industriais, a economia, todos os sistemas e todos os governos, servem para um único propósito, saciar a sedenta necessidade de tudo que se dispõe na “prateleira” da nossa sociedade. Esta sociedade complexa e pós moderna, dia a dia cria e inventa maneiras cada vez mais insustentáveis e complexas de se relacionar com meio ambiente natural, seus recursos e os limites do seu suporte. O cenário evidente é tão crítico, que aparentemente todas as profissões estão unidas para servir a sociedade, e apenas uma única para proteger a sociedade de todos os males e perigos criados por ela mesma.


Sim, o futuro chegou, a engenharia ambiental é a profissão do presente, a profissão que dependemos da sua competência para nos trazer garantias que muitas das vezes passam imperceptíveis aos nossos olhos, porém de grande valor para a sociedade. Novos métodos, novas técnicas, novas formas de pensar à relação do homem com a natureza, onde a proteção e a preservação ambiental estão enraizadas no DNA desta profissão. Pessoas que escolhem esta profissão, e vivem uma carreira dedicada à uma causa que verdadeiramente pensam no amanhã, visam garantir um futuro para todos, e para as próximas gerações. Profissionais estes que muitos eu tive o prazer de ajudar em sua formação, na esperança infindável que esta causa não é perdida.


Parabéns pela sua escolha, pois nós precisamos de vocês!!


Prof. Dr. Fábio Penatti

Doutor em Toxicologia Ambiental

Auditor e professor de SGI


Cursos Envolvidos:

Engenharia Ambiental e Sanitária da EEP


ATENÇÃO: O conteúdo deste artigo é de inteira responsabilidade do autor, a instituição reproduz este conteúdo sem interferência ou participação.

76 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo