top of page
  • Foto do escritorGuilherme Belissimo

A IMPORTÂNCIA DOS LIVROS, DAS BIBLIOTECAS E DOS BIBLIOTECÁRIOS NA FORMAÇÃO E EVOLUÇÃO DA SOCIEDADE


Em meio a uma turbulência de atividades provocadas pela minha própria capacidade de me envolver em assuntos diversos e em diversas áreas, fui convidado a escrever um pouco sobre o contexto dos livros, das bibliotecas e dos bibliotecários.


Como todos sabem, a evolução da humanidade, da sociedade e também do conhecimento, passa pela atividade da pesquisa, do registro dos resultados em suportes diversos e também pela disseminação do conhecimento adquirido. O resultado dessa evolução é colhido por nós e incorporado em nosso cotidiano.


Prestes a completar 20 anos de formado em Biblioteconomia pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, além de ter experimentado atuar em diversos tipos de biblioteca e em diferentes contextos, decidi que precisava fazer algo a mais e, com esse ímpeto de um jovem Sr., acabei por integrar a atual gestão do Conselho Regional de Biblioteconomia do Estado de São Paulo – CRB-8.


Confesso que tem sido para mim uma experiência enriquecedora, pois tenho a oportunidade de aprender e conhecer um pouco das várias áreas de atuação do profissional bibliotecário e também as diferentes realidades oferecidas por um estado tão plural como São Paulo.


Seguindo nessa narrativa de descobertas e oportunidades de atuação, junto ao CRB-8 passei a integrar as comissões de Políticas Públicas, Fiscalização, Regionais e de Licitação.


A chance de contribuir para minha área e ainda aprender coisas novas tem me motivado muito, e, nesse sentido, corri atrás e busquei apoio e estrutura junto de uma turma muito competente e atuante.


Refiro-me principalmente aos envolvidos na proposta do Plano Municipal do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas – PMLLLB, que foi elaborada a muitas mãos e agora será entregue ao executivo municipal para que possa se tornar lei e fazer de Piracicaba uma cidade leitora.


Daí vos pergunto: com as atividades de trabalho, obrigações familiares e ainda atividades junto ao CRB-8, como terei tempo de escrever sobre os livros, bibliotecas e bibliotecários para satisfazer a intimação que recebi?


Pensei, vou me utilizar dos recursos que a tecnologia hoje nos oferece, fruto de pesquisas registradas em diversos tipos de suportes e disseminadas por mestres e bibliotecários ao longo dos anos. Nesse momento, também me lembrei que, no início dos anos 2000, pesquisei, enquanto membro do Grupo PET-Biblioteconomia, as aplicações da inteligência artificial na Biblioteconomia.

Sendo assim, decidi: vou pedir ao Chat GPT que escreva esse texto para mim.


E vejam a partir do parágrafo abaixo o que ele retornou da minha solicitação.


“A história da humanidade é uma narrativa intrinsecamente ligada ao conhecimento e à troca de ideias. Nesse contexto, os livros, as bibliotecas e os bibliotecários emergem como pilares fundamentais que sustentam a formação, a evolução da sociedade e o avanço da ciência. Esses elementos transcenderam o tempo, moldando culturas, impulsionando descobertas e permitindo o compartilhamento de saberes valiosos.

As bibliotecas, ao longo dos séculos, têm sido verdadeiros templos do conhecimento. Elas abrigam coleções vastas de livros que encapsulam ideias, histórias, teorias e informações que enriquecem a mente humana. Além de serem fontes de aprendizado, as bibliotecas também desempenham um papel crucial na preservação da cultura e da memória coletiva de uma sociedade. Os livros, como veículos dessa sabedoria acumulada, proporcionam uma janela para o passado e uma bússola para o futuro.

No cerne das bibliotecas estão os bibliotecários, os guardiões do conhecimento. Eles são os facilitadores que ajudam os leitores a navegar por vastos oceanos de informações, sugerindo leituras pertinentes às necessidades de cada um. Através de sua expertise em organização e pesquisa, os bibliotecários tornam o processo de busca e acesso à informação mais eficiente e eficaz. Eles não apenas auxiliam na obtenção de conhecimento, mas também desempenham um papel vital ao promover a literacia informacional, capacitando as pessoas a discernir fontes confiáveis e a desenvolver habilidades críticas de pensamento.

A relação entre livros, bibliotecas e sociedade é simbiótica. À medida que a sociedade evolui, as bibliotecas se adaptam para atender às demandas contemporâneas. Elas se tornam centros de aprendizado multidisciplinares, abraçando a tecnologia e oferecendo espaços para encontros, debates e eventos culturais. A acessibilidade à informação por meio de bibliotecas públicas contribui para a democratização do conhecimento, nivelando as oportunidades e empoderando indivíduos de todos os estratos sociais.

Além disso, os livros e a pesquisa contida neles são impulsionadores essenciais da evolução científica. A ciência se baseia na acumulação de conhecimento, e os livros científicos são os registros tangíveis das descobertas e teorias que moldam nosso entendimento do mundo. Através da disseminação e preservação dessas informações, os livros e as bibliotecas se tornam contribuintes inestimáveis para o progresso científico, permitindo que as gerações futuras construam sobre as conquistas do passado.

Em suma, os livros, as bibliotecas e os bibliotecários representam uma tríade essencial na formação das pessoas, na evolução da sociedade e no avanço da ciência. Eles transcendem barreiras temporais e culturais, conectando gerações e permitindo que o conhecimento seja compartilhado e multiplicado. Portanto, investir na promoção e preservação desse legado é investir no crescimento intelectual, na diversidade cultural e no avanço científico da humanidade.”


Confesso que fiquei orgulhoso do resultado. Mesmo não sendo escrito por mim, tenho consciência que isso só foi possível por conta de anos de evolução na área da inteligência artificial. E essa evolução só foi possível graças aos livros, às bibliotecas e aos bibliotecários.


Dessa forma, agradeço ao Chat GPT e aos seus desenvolvedores e aproveito para destacar a importância da leitura e da produção de conhecimento.

Viva o livro! Viva as bibliotecas! Viva os bibliotecários!


Guilherme Belissimo

Bibliotecário da FUMEP


ATENÇÃO: O conteúdo deste artigo é de inteira responsabilidade do autor, a instituição reproduz este conteúdo sem interferência ou participação.


1.426 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page